O Recanto dos Velhinhos de Valinhos está cadastrado no programa Tampinha Legal, um dos maiores programas socio ambiental, de caráter educativo, uma iniciativa da indústria de transformação do plástico da América Latina. O Programa consiste na arrecadação de tampinhas plásticas de sucos, refrigerantes, requeijão, pasta de dente, etc., que depois são encaminhadas para uma cooperativa de reciclagem e todo recurso vem para a instituição.
O programa foi lançado em 2016, na segunda edição do Congresso Brasileiro do Plástico (CBP), e propõe ações modificadoras de comportamento de massa através do fomento e incentivo da coleta de tampas de plástico, uma iniciativa do Instituto SustenPlást.
O Presidente do Recanto dos Velhinhos – Carlos Roberto Teixeira, fala com entusiasmo desse programa: “As tampinhas começaram chegar no Recanto e resolvemos procurar para onde mandar, encontramos o Programa Tampinha Legal que nos dá toda orientação e assim como os lacres de alumínio as tampinhas de plástico estão nos ajudando, é uma receita extra que usamos de acordo com as necessidades dos nossos internos. Faço um convite a toda população, não jogue a sua tampinha no lixo, separe, guarde e quando tiver uma quantia traga até o Recanto dos Velhinhos que daremos uma boa destinação, cuidando do nosso meio ambiente e movimentando a economia”.
“Quando começamos arrecadar as tampinhas, a cooperativa de reciclagem, sugeriu que elas fossem separadas por cores e aí a equipe técnica do Recanto dos Velhinhos, propôs que fosse uma atividade da Terapia Ocupacional, já que é algo que trabalha coordenação motora, memória, cognitivo para poder reunir cores iguais, além de ser necessário saber se organizar para trabalhar em equipe e respeitar os limites do colega na hora de definir a “tarefa” de cada um” explicou a terapeuta ocupacional Camila Jorge.
E Camila destaca que a atividade acabou se tornando algo onde todos ganham, os idosos com estímulos importantes, cada um dentro da sua condição ou necessidade e o Recanto com a verba que recebe da venda dessas tampinhas. A atividade é realizada na sala de terapia ocupacional, mas tem dois idosos que preferem fazer a separação enquanto conversam debaixo da mangueira. “Para nós, o importante é o idoso e a vontade para fazer aquela atividade da maneira mais confortável para ele”.
“O envolvimento dos idosos, foi uma ideia sensacional, eles curtem fazer essa atividade de separação das tampas por cores, quando essa atividade acontece é uma festa, eles conversam na mesa, trocam informações e rapidinho separam as tampinhas”, completa o presidente.
Até o ano passado o programa ultrapassou R$ 1 milhão de reais destinados 100% para entidades assistenciais participantes num total de mais de 300 instituições em vários estados do Brasil.

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

Website desenvolvido por Inspire Ideias | Marketing Inteligente
Subir
Siga-nos: